Lu Ar

Sentimentos e poesias

Textos

Superação
Quando Laura tinha oito anos eu guardava doces bem no alto do armário onde mesmo ela sendo bem alta não alcançava. Um dia, ela puxou uma cadeira, subiu e pegou! Qual não foi minha alegria! Todos os dias eu me perguntava. "Por que ela não sobe numa cadeira e pega?"
Laura adora mexer na água. Então eu tiro a parte de cima da torneira da pia do banheiro. É só um pedacinho que encaixa e gira pra abrir e sair água. Ela vê eu colocar e tirar todos os dias. É simples. Só encaixar. Da mesma forma eu me perguntava. "Por que ela não encaixa e abre?"
Hoje ela esteve mais responsiva e mais presente o dia inteiro.
Enquanto eu lia um livro escutei as risadas  de pura alegria. E ela aparecia na sala, me olhava e ria debochada. Percebi que ela estava fazendo algo proibido por mim. Mas não fui olhar. Ela ia e vinha provocativa. Quando terminei o capitulo fui ver curiosa. Fui até a sala dela e não vi nada anormal, além de  que estava sem chinelos. Peguei os chinelos e vi que estavam molhados. Olhei dentro do banheiro tudo molhado e a torneira com a tampinha. Ela encaixou. E toda aquela festa e alegria foi por ter finalmente vencido!
Não é um espetáculo?
Para minha filha autista Laura Aguiar
Lu Ar
Enviado por Lu Ar em 23/09/2017
Alterado em 01/02/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Lu Ar e o site www.LuAr.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras